Revestrés

28/07/2017
Menu Menu
Crônica

Alumiando a escuridão

Ser cronista é bom porque a gente pode escrever sobre qualquer assunto, em tom de conversa. Não sei se o leitor vai gostar, mas hoje escolhi falar sobre George Harrison. Sei quase nada sobre ele, conheço-lhe duas ou três canções, mas mesmo assim tomei de assalto o tema (melhor dizer: fui tomado) e agora estou alinhavando o texto que o leitor verá costurado e impresso. Essa aparente vantagem do cronista, não ser expert no assunto sobre o qual vai discorrer, pode parecer leviandade, mas não é. Na real, é uma dificuldade: o cronista tem de superar aquilo que não sabe […]

Receba nossas
atualizações

Cadastre seu email e fique sempre atualizado sobre a Revestrés.

Assine
a Revestrés

Faça uma assinatura e ganhe 1 ano de cultura. Clique aqui
Revestrés edição 31